Mujeres de CLOC Via campesina presente en el encuentro internacional de mujeres que luchan

Mujeres campesinas indigenas de CLOC Via Campesina de Argentina, Paraguay, Brasil, Nicaragua, Honduras, Puerto Rico, El Salvador y de LVC Estados Unidos participamos del PRIMER ENCUENTRO INTERNACIONAL, POLÍTICO, ARTÍSTICO, DEPORTIVO Y CULTURAL DE MUJERES QUE LUCHAN EN EL CARACOL ZAPATISTA DE LA ZONA TZOTZ CHOJ, del 8 al 10 DE MARZO DEL 2018.
El encuentro ha sido muy místico, el trabajo de las zapatistas durante un año para garantizar una buena acogida de las mas de 5mil mujeres del mundo que han asistido y participado.

La CLOC LVC se suma al Repudio por el asesinato de Marielle Franco, regidora por el Partido Socialismo y Libertad en Rio de Janeiro

Con gran dolor nos hemos enterado hoy de la muerte de la compañera Marielle y el conductor Anderson Pedro Gomes, quién acompañaba a la regidora .

Nos sumamos al Repudio Internacional y nos hacemos eco del reclamo del MST de Brasil y Exigimos una rápida investigación de este crimen y nos sumaremos a las movilizaciones para que la lucha de Marielle no quede impune

Marielle fue una militante destacada en la defensa de los derechos humanos y de la igualdad social, dejó un legado de luchas a favor de la clase trabajadora.

Brasil: Feminicídio No Piauí Alerta Para O Aumento Da Violência No Campo E Omissão Do Estado Brasileiro

Sem dispor de nenhum tipo de apoio como Delegacia da Mulher e Casa Abrigo as pequenas cidades no Brasil tem deixado cada vez mais as mulheres expostas as diversas formas de violência e inclusive assassinatos, aumentando ainda mais os casos de feminicídio em todo país. O Piauí é o sétimo Estado do Brasil em números de feminicídio, uma quantidade grande, sem contar que o Estado foi o que mais registrou casos de feminicídio no último período, situação que só tem piorado com a omissão do Estado Brasileiro.

Brasil: Atingidos pela Samarco ocupam linha da Vale no Espiritu Santo

Na manhã desta terça-feira (13), cerca de cinquenta atingidos pela Samarco, Vale e BHP Biliton, organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB),  ocuparam a linha de trem da Vale, no município de Serra, na grande Vitória. O manifestantes são pescadores de alto mar, que viviam da pesca de camarão. 

Desde o rompimento da barragem de Fundão os atingidos, que estão proibidos de pescar, não têm suas demandas atendidas pela empresa. Os atingidos exigem o reconhecimento da colônia de pescadores, pagamento de indenizações e a assessoria técnica independente. 

Brasil: Água Não Se Nega – Artigo Frei Sergio Görgen

Milhões de brasileiras e brasileiras foram educados no campo sob a força ética de uma frase: “água não se nega”.

Escondido nestas quatro palavras, o vigor de um conceito ético: água é de todos, água não tem dono, água não é um bem privado, água é um bem comum. E virou cultura incorporada com o leite materno e respeitada como doutrina Brasil afora em todos os cantões do país. Mesmo famílias inimizadas, uma precisasse de água, a outra cedia.

Inimaginável alguém considerar-se dono da água. Absurdos dos absurdos.

Brasil: A Anglo American e o novo crime da mineração na bacia do rio Doce

Na manhã desta segunda-feira (12) uma tubulação de mineroduto rompeu no município de Santo Antônio do Gama, na região da Zona da Mata de Minas Gerais. O rompimento atingiu o ribeirão Santo Antônio, que integra a Bacia do Rio Doce, já contaminada com a lama da Barragem de Fundão rompida em 5 de novembro de 2015 e que pertence a Samarco, Vale e BHP Billiton.

Brasil: Fomos Milhares De Mulheres Nas Ruas Neste 8 De Março Contra A Violência, Por Direitos, Democracia E Soberania Alimentar

Para a maioria das mulheres no Brasil e no mundo o 08 de março, dia Internacional da Mulher, é tido como um dia de luta internacional. Além disto, é visto também como uma data que tem inspirado os movimentos feministas mundo afora a se mobilizar e organizar-se entorno da luta das mulheres. No momento atual, a partir do massacre dos direitos da classe trabalhadora pelo capital, o 08 de março ressignifica sua simbologia, já que a palavra de ordem das mulheres do campo popular é lutar, insistentemente, pela permanência dos direitos, soberania e pela democracia.

Radio columna de Alicia Amarilla de CONAMURI Paraguay - Elegimos Poder Popular

Radio Mundo Real

Con motivo del Día Internacional de la Mujer, la referente campesina Alicia Amarilla, de la Coordinadora Nacional de Mujeres Rurales e Indígenas de Paraguay, reflexiona sobre la movilización mundial de mujeres y en especial de los desafíos del feminismo campesino y popular en su país. Descargar audio