Brasil: Com Bolsonaro mais agrotóxicos e menos saúde

Desde que Dilma foi tirada da presidência, o Brasil já liberou 1,2 mil novos tipos de agrotóxicos, aponta balanço do Brasil de Fato. Só nos dois primeiros meses de 2019, o governo de Jair Bolsonaro ( PSL) por meio do Ministério da Agricultura aprovou o uso de 121 produtos.

Em pouco menos de 100 dias, 121 agrotóxicos novos foram liberados, isso mantém o “velho” gosto do agronegócio em ter lucro a custo de vidas. Um governo que aumenta o número de agrotóxicos e diminui o apoio a produção agroecológica, tem compromisso declarado com o latifúndio e com as grandes corporações da industria química, e ignora o campesinato, a classe trabalhadora, o meio ambiente e a saúde pública.