Brasil: Presidente Lula envia carta ao Movimento dos Atingidos por Barragens

Desde a injusta reclusão na Polícia Federal em Curitiba na que se encontra desde o dia 7 de abril, rodeado pelo seu povo, o ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta ao Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)

Na mensagem,  o presidente recordou que quando começou a planejar as caravanas pelo Brasil, o MAB visitou ele e ajudou com informações e propostas. E escreveu: “A partir daí, estivemos cada vez mais unidos para lutar por um Brasil mais justo e soberano”.

O presidente também relembrou momentos da caravana e o 8º Encontro Nacional do MAB, realizado no Rio de Janeiro entre 1 e 5 de outubro de 2017. “Na caravana de Minas Gerais foi muito marcante a contribuição que vocês deram em Governador Valadares, na beira do Rio Doce”, apontou o presidente, em referencia a uma das cidades atingidas pelo crime da empresa Samarco (Vale/BHP) na bacia do Rio Doce. Ele disse ainda que “foi marcante o grande encontro do MAB que tive a felicidade de estar com vocês”.

Lula agradeceu também a presença dos companheiros e companheiras do MAB em São Bernardo, na missa da Dona Marisa, e “que se somam diariamente em todas as mobilizações contra minha prisão injusta por todo Brasil”.

Para finalizar, o presidente que o povo quer, escreveu: “A todos aqueles que acreditam na minha inocência e lutam por justiça, serei sempre grato. Tenho certeza de que sairemos maiores e mais fortes desse processo histórico”.

Leia a carta na íntegra:

Luiz Inácio Lula da Silva

Ex-Presidente da República Federativa do Brasil

Curitiba, 09 de maio de 2018.

Queridos companheiros do MAB, Quando eu resolvi realizar minhas caravanas pelo Brasil, vocês me fizeram uma visita para ajudar no planejamento com informações e propostas. A partir daí, estivemos cada vez mais unidos para lutar por um Brasil mais justo e soberano. Na caravana de Minas Gerais foi muito marcante a contribuição que vocês deram em Governador Valadares, na beira do Rio Doce. Como foi marcante também o grande encontro do MAB que tive a felicidade de estar com vocês no Rio de Janeiro, em outubro do ano passado. Queria agradecer muito pela presença dos companheiros e companheiras do Movimento dos Atingidos por Barragens em São Bernardo, na missa da Dona Marisa, e que se somam diariamente em todas as mobilizações contra minha prisão injusta por todo Brasil. A todos aqueles que acreditam na minha inocência e lutam por justiça, serei sempre grato. Tenho certeza de que sairemos maiores e mais fortes desse processo histórico.

Um abraço fraterno,

Luiz Inácio Lula da Silva