Brasil: Inundação deixa atingidos por Belo Monte desabrigados

Com as fortes chuvas que atingem a região de Altamira (PA), a água da lagoa do bairro Independente 1 subiu e invadiu as casas dos moradores nas palafitas e no entorno. O primeiro susto ocorreu na madrugada de ontem (29). As famílias estão se abrigando na sede da associação de moradores do bairro, onde há uma grande área coberta.

Os moradores da lagoa foram reconhecidos como atingidos pela hidrelétrica de Belo Monte em março deste ano, após um processo de lutas de mais de três anos no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). No entanto, a Norte Energia, concessionária da hidrelétrica, teve dificuldade em entrar em acordo com a prefeitura de Altamira para firmar um termo de compromisso, o que acabou atrasando a retirada dos moradores. A negociação com as famílias para a remoção iniciou de fato na última quarta-feira (28). 

“Fizemos muita luta para pressionar pela nossa retirada o mais rápido possível, porque sabíamos que com a chegada do inverno estaríamos em situação de risco, pois as casas e as palafitas já estão se deteriorando”, afirma Fábio Magalhães, da coordenação do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e morador do local.

Fábio conta que acordou de madrugada com os vizinhos batendo à sua porta. Por ter o assoalho um pouco mais alto, a água não havia chegado a invadir a casa. “Quando vi tinha mais de vinte meninos dentro de casa. As mães levavam as crianças para lá e voltavam para casa para tentar salvar alguma coisa”, conta.

Nazária foi uma das primeiras moradoras a levar suas coisas para a sede da associação de moradores. “Perdi rack, sofá na água podre”, conta ela. A maior preocupação foi com o filho que ainda é bebê.

A Norte Energia se comprometeu a buscar realizar as mudanças o mais rápido possível. Até o momento, a empresa informa que já fez 45 negociações com as famílias. Ao todo, cerca de 600 famílias devem ser retiradas do local pela empresa. Elas têm direito a indenização, uma casa em um dos Reassentamentos Urbanos Coletivos (RUCs) de Altamira, ou aluguel social, de acordo com cada caso.